domingo, outubro 25Notícias
Shadow

Hamilton x Schumacher: compare as trajetórias dos recordistas da F1 quando venceram pela 91ª vez

Com o empate de Lewis Hamilton e Michael Schumacher no recorde de 91 vitórias na Fórmula 1, as comparações entre o inglês e o alemão continuam: quem é o melhor da história? Lewis detém outros recordes da categoria, como o de pole positions, mas Schumi ainda é o maior campeão da história, com sete conquistas, embora o inglês esteja bem próximo de igualá-lo.
Schumacher venceu pela 91ª vez no GP da China de 2006, quando corria pela Ferrari. No fim daquele ano, o alemão deixou a F1 pela primeira vez, e seu retorno, em 2010, pela Mercedes, não rendeu nenhuma vitória. Já Hamilton, que substituiu justamente o alemão, ainda não renovou contrato com a Mercedes, mas deve fazê-lo nesses meses finais de 2020.

Hamilton e Schumacher correram juntos na Fórmula 1 por três temporadas, entre 2010 e 2012, e tiveram algumas disputas na pista. No entanto, a Mercedes de Schumacher ainda estava amadurecendo seu projeto de equipe, enquanto Hamilton estava na McLaren, então candidata a vitórias em praticamente todas as corridas.
Lewis Hamilton levou 15 corridas a mais para alcançar a 91ª vitória na comparação com Michael Schumacher. Com isso, o alemão teve um aproveitamento ligeiramente superior na relação vitórias/corridas disputadas: enquanto Schumi tinha 36,99% de aproveitamento quando chegou ao 91º triunfo, Hamilton tem hoje 34,87%. O alemão disputou mais duas provas antes da primeira aposentadoria e teve uma segunda passagem, de 2010 a 2012, com 62 corridas disputadas; com isso, parou de correr com um percentual de vitórias: 29,64%.

Como a Fórmula 1 passou a adotar um número de corridas maior por campeonato, isso possibilitou a Lewis Hamilton alcançar a 91ª vitória com duas temporadas a menos na comparação com Schumacher. Para se ter uma ideia, até 2006, quando chegou à última vitória, Schumacher sempre disputou temporadas com 16 a 19 provas, enquanto Hamilton, na F1 desde 2007, chegou a correr 21 GPs no ano passado.
Nesse aspecto, Schumacher leva vantagem: já tinha sido heptacampeão dois anos antes de chegar à 91ª vitória, enquanto Hamilton tem seis conquistas. No entanto, dada a superioridade do inglês na temporada 2020, é difícil pensar que o piloto da Mercedes não alcance o hepta logo. É possível até que Hamilton fature o sétimo título apenas três corridas depois de igualar o recorde de vitórias de Schumacher.

Este é aspecto no qual Hamilton leva a maior vantagem sobre Schumacher. Enquanto o inglês já está bem próximo da centésima pole position, o alemão conquistou “apenas” 68 poles. Isso denota uma característica marcante de Hamilton, considerado um piloto mais veloz e com mais pré-disposição a arriscar mais numa volta de classificação.
Como contraponto, Schumacher leva ampla vantagem nas voltas mais rápidas em corrida. Dois aspectos fundamentais para essa diferença a favor do alemão: o primeiro, o fato de que os pneus não tinham um desgaste elevado como existe propositalmente hoje; o segundo, o fato de não haver reabastecimento hoje em dia, ao contrário da época de Schumi, que, mais do que ninguém, sabia aproveitar as voltas anteriores aos pit stops, com o carro mais leve e quase sem gasolina, para fazer as voltas mais rápidas.

O número absoluto de pódios é um dos itens de maior equilíbrio entre Schumacher e Hamilton: apenas seis idas ao pódio a mais para o inglês. É verdade que Lewis disputou mais corridas para chegar à 91ª vitória, mas o aproveitamento de top3 de ambos também é muito parecido: 61,3% para Hamilton e 62,6% para Schumacher.
É um quesito que permite duas interpretações: como Hamilton esteve por mais vezes na liderança de grandes prêmios antes da 91ª vitória, isso mostra como o inglês quase sempre se mostrou competitivo na Fórmula 1; por outro lado, Schumacher tem uma taxa melhor de conversão de provas lideradas em vitórias.
É um aspecto no qual Hamilton demonstra uma versatilidade ligeiramente superior, já que conquistou vitórias em 27 circuitos diferentes, quatro a mais do que Schumacher. De qualquer forma, para um e para outro, nota-se como os dois recordistas demonstraram categoria em tipos diferentes de traçado, seja dos mais lentos e sinuosos até os mais velozes. Curiosamente, ambos dividem o recorde de vitórias num mesmo circuito: oito; com Hamilton em Hungaroring e Schumacher em Magny-Cours.

GE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *