segunda-feira, setembro 21Notícias
Shadow

GP da Toscana: Bottas bate Hamilton no 2º treino, e Pérez causa incidente bizarro com Kimi

A RBR foi a segunda força, com Max Verstappen em terceiro logo à frente de Alexander Albon, enquanto a Renault ficou em quinto e sexto, com Daniel Ricciardo e Esteban Ocon. Sergio Pérez (Racing Point), Pierre Gasly (AlphaTauri), Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) e Charles Leclerc (Ferrari) completaram os dez primeiros. No GP 1000 da equipe italiana na F1, Sebastian Vettel foi o 12º.
O treino teve duas bandeiras vermelhas, causadas por uma batida de Lando Norris e por um incidente bizarro envolvendo Sergio Pérez, que atropelou Kimi Raikkonen na curva 1 após sair dos boxes – o incidente será analisado pelos comissários, e o mexicano, que será substituído por Vettel no ano que vem na futura Aston Martin, poderá ser punido.

O terceiro treino livre será disputado a partir das 7h deste sábado, e a classificação será realizada três horas depois. O SporTV2 transmite ao vivo as duas sessões, e ge acompanha em tempo real.
Num lance bizarro levando-se em consideração que se tratava de um treino livre, Sergio Pérez e Kimi Raikkonen se tocaram como numa disputa em corrida. O finlandês estava em volta rápida, mas acabou tocado pelo mexicano no meio da curva 1.

Kimi rodou, mas conseguiu voltar ao traçado, enquanto Pérez teve a asa dianteira quebrada. A bandeira vermelha foi agitada, porque detritos do carro da Racing Point ficaram no meio da pista.
Lando Norris sofreu um acidente aos 36 minutos de treino. Na saída da curva 3, o inglês tentou corrigir uma saída de traseira, mas perdeu o controle de sua McLaren e bateu de frente no muro. Por sorte, o carro apenas perdeu a asa dianteira e não sofreu grandes danos, mas a sessão foi interrompida.

Logo com 15 minutos de treino, Charles Leclerc desperdiçou um jogo de pneus ao rodar no setor 3 da pista. O monegasco chegou a ficar com as duas rodas traseiras na caixa de brita, mas ainda assim conseguiu voltar ao circuito e levou o carro aos boxes.
A 27 minutos do fim da sessão, Sebastian Vettel também deu uma rodada, na mesma curva na qual Leclerc tinha escapado. O futuro piloto da Aston Martin conseguiu voltar ao traçado e seguiu no treino, mas detonou o jogo de pneus.

Assim que acabou o treino, Vettel parou sua Ferrari na pista antes de chegar aos boxes com problemas, aparentemente na unidade de potência. Definitivamente, 2020 é um ano para o tetracampeão esquecer…
Também no começo da sessão, Romain Grosjean relatou um ruído estranho no seu carro e que a bateria não estava recarregando, o que configurava um problema na configuração de energia. O francês ainda conseguiu levar o carro aos boxes.
Assim como aconteceu na primeira sessão, o segundo treino começou com Max Verstappen fazendo o melhor tempo, ainda com pneus médios, mas com um tempo acima do que havia sido alcançado na primeira prática.

No entanto, Valtteri Bottas, também como havia acontecido mais cedo, assumiu a liderança da tabela de tempos ainda na primeira parte para não mais perdê-la. E melhor: sempre fazendo tempos melhores do que Lewis Hamilton.
O hexacampeão e líder da tabela neste ano teve um desempenho relativamente discreto, sem ameaçar efetivamente a liderança de Bottas. Resta saber se ele será novamente o mais rápido na hora que importa, ou seja, na classificação e corrida.

FONTE: GE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *