Você está aqui
Início > NOTÍCIAS > Senado rejeita nova lei dos partidos, mas garante fundo eleitoral.

Senado rejeita nova lei dos partidos, mas garante fundo eleitoral.

O presidente do Senado Federal Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou no fim da tarde desta terça-feira (17) que a Casa rejeitará o projeto de lei que propõe a flexibilização das regras eleitorais e partidárias.

O projeto havia sido incluído por ele como o primeiro item da pauta de votação desta terça-feira no plenário, mas provocou uma grande reação de um grupo de parlamentares e entidades que percorreram os gabinetes dos senadores durante toda a manhã e início da tarde.

Logo após o anúncio, Alcolumbre convocou uma sessão extraordinária da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que tratou de um único item do projeto, o que define o fundo eleitoral – utilizado pelos partidos em anos de campanha.

Em votação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, do Senado Federal, das novas regras eleitorais, participaram 15 parlamentares, destes 12 foram a favor e três contrários sendo um deles o senador catarinense Jorginho Mello (PL). “Votei contra o aumento do “fundão”, já votei contra quando deputado federal e não utilizei o Fundo Eleitoral”, ressaltou Jorginho. A maioria que integra a comissão votou a favor.

Esperidião Amin (PP) não votou, já que está em viagem a China e Dário Berger (MDB) não participa da CCJ.

Jornalismo Nova FM

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top