Você está aqui
Início > NOTÍCIAS > PF indicia nove pessoas na operação Alcatraz por fraude em contrato de telefonia do governo de SC

PF indicia nove pessoas na operação Alcatraz por fraude em contrato de telefonia do governo de SC

Mais nove pessoas foram indiciadas pela Polícia Federal (PF) dentro da operação Alcatraz, em Santa Catarina. O relatório mais recente foi concluído nesta quarta-feira e encaminhado à Justiça Federal de Florianópolis, responsável por analisar as ações envolvendo o trabalho da PF deflagrado em 30 de maio do ano passado contra fraudes a licitações e desvios de recursos públicos ligados a contratos de prestação de serviços de mão de obra terceirizada e do ramo de tecnologia firmados com órgãos do governo do Estado.
Os nove indiciamentos desta quarta, o foco está na contratação da empresa para prestação do serviço de telefonia IP (voip) para os órgãos estaduais. A licitação foi feita pela secretaria de Estado da Administração. De acordo com a PF, o relatório do indiciamento “detalha evidências de conluio criminoso entre empresários e agentes públicos que teriam atuado para fraudar o originário processo licitatório” com fatos ocorridos entre 2009 e 2016.

some text

O inquérito aponta a contratação superfaturada da empresa com uma margem de pagamento de vantagem indevida a agentes públicos e políticos de, pelo menos, R$ 2,4 milhões. A PF não divulgou os nomes dos envolvidos. O dano total aos cofres públicos, conforme o relatório, é de aproximadamente R$ 30 milhões.
O próximo passo é a avaliação do Ministério Público Federal (MPF), que decide pelo oferecimento ou não de denúncia contra os indiciados. Os crimes apontados foram fraude à licitação, corrupção (ativa e passiva) e organização criminosa.

FONTE: NSCTOTAL

some text

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top