Você está aqui
Início > NOTÍCIAS > Homem tenta aplicar golpe do cartão, família desconfia e ele acaba detido por populares em Blumenau

Homem tenta aplicar golpe do cartão, família desconfia e ele acaba detido por populares em Blumenau

Suposto funcionário de banco foi buscar cartão de cliente no bairro Velha Central
Uma tentativa de “golpe do cartão” terminou em prisão em Blumenau. O suposto funcionário de um banco foi até a casa de uma cliente, no bairro Velha Central, para buscar o cartão de crédito dela, que teria sido clonado. A mulher acreditou na mentira, mas a filha dela chegou no momento exato do crime. Ao ser impedido de levar o cartão, o homem correu, mas foi alcançado pelo genro da vítima e por vizinhos. A Polícia Militar foi acionada e o golpista foi preso em flagrante por estelionato.

O episódio, muito similar ao relatado por moradores de Rio do Sul nas últimas semanas, ocorreu no final da tarde desta terça-feira (12), na Rua José Seibt. A vítima recebeu uma ligação do suposto funcionário do banco. Ele questionou se ela tinha feito uma compra em um supermercado da cidade no valor de R$ 900. Ao responder que não, ouviu do outro lado da linha que, para solucionar o problema, deveria entregar o cartão a um trabalhador que iria até a casa dela. Os golpistas ainda solicitaram que uma carta, relatando a entrega, deveria ser escrita pela vítima.
Quando o homem chegou, a filha e o genro da mulher também estavam a caminho da residência. Eles não deixaram ela entregar os dados e objeto pessoal. Assim, o suspeito saiu correndo. O genro e os vizinhos o seguiram e conseguiram imobilizá-lo. Ele foi levado à Central de Polícia em flagrante. Aos militares teria informado que pertence a um grupo de estelionatários vindo de São Paulo para aplicar esse e outros golpes na região. Eles estariam rodando a cidade em um Fiat Palio branco. No entanto, até o momento nenhuma outra pessoa foi identificada.

some text

A orientação da polícia é nunca repassar informações pessoais por telefone ou WhatsApp e jamais entregar o próprio cartão ou senha a alguém. Na dúvida, é recomendado entrar em contato com a agência bancária. Estelionato é crime e pode, segundo o Código Penal, render pena de um a cinco anos de reclusão.

Golpe pelo Vale
Nas últimas semanas, o aumento de registros de boletins por “golpes do motoboy” chamou a atenção da Polícia Civil de Rio do Sul. São moradores que acreditam em supostos funcionários de banco que, ao informar por telefone que o cartão de crédito dos clientes foi clonado, enviam um motociclista à casa deles. O criminoso recolhe o cartão da pessoa e a senha.
A delegada Andréia Dormelles contou que há pouco mais de um mês a Polícia Civil do Alto Vale do Itajaí não tinha conhecimento da prática na cidade. Porém, nas últimas semanas, o surgimento e crescimento repentino de denúncias gerou a abertura de inquérito para identificar o grupo. Andréia acredita que as mesmas pessoas aplicam o golpe em diferentes bairros do município. O modo de atuar, no entanto, é sempre o mesmo.

Fonte: NSC Total

some text

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top