Você está aqui
Início > NOTÍCIAS > GERAL > Gestão: evite que as vendas extras de fim de ano afetem a gestão do seu negócio para bem e para mal

Gestão: evite que as vendas extras de fim de ano afetem a gestão do seu negócio para bem e para mal

Por Roberto Vilela, consultor empresarial*

Você já parou para pensar que faltam apenas três meses para o Natal? Essa é a época mais esperada entre comerciantes e vendedores e também momento de grande importância no que diz respeito a gestão do negócio. Infelizmente existem aqueles que querem somente alcançar números e esquecem daquilo que mais importa para o sucesso contínuo de uma empresa: a qualidade dos serviços ofertados.
Mas se você faz parte da outra parcela de empreendedores, saiba que manter em evidência seus diferenciais, mesmo em tempos de grande movimentação só é possível através de planejamento e preparo. Assim como a agitação do fim do ano traz oportunidades de fechar o período no azul, também pode ser sinônimo de começar o ciclo seguinte perdendo uma carteira de clientes fiel.

Dar atenção a alguns detalhes que são a cara do negócio é fundamental. A forma como o vendedor ou representante comercial se relaciona com o consumidor, por exemplo, diz muito sobre a empresa. A primeira impressão pode ser a única, se o cliente optar por nunca mais voltar. E, se a intenção é vender mais e melhor, ter em seu entorno uma equipe preparada é o ponto chave.
Principalmente em datas comemorativas e época de fim de ano, é muito comum casos de contratações temporárias. Por isso, reservar um tempo para treinar os vendedores sobre procedimentos adequados de abordagem, bem como conhecimento dos produtos ofertados, é imprescindível para um bom resultado.

O aumento repentino da demanda é também uma excelente oportunidade para valorizar os gestores que se destacam e entender com quem não se pode contar. Ouça a equipe, observe comportamentos e crie indicadores. Estabeleça com os coordenadores ou gerentes o que espera deles e quais ferramentas eles terão para vencer essa etapa do ano.
Mas superar essa época não é sinônimo de fim de linha. Faça uma análise posterior dos erros e acertos e coloque na balança caminhos interessantes para o fim de ano seguinte. Afinal, só após já ter passado por experiências semelhantes que é possível estar preparado para pensar no próximo ciclo de uma maneira ainda mais estratégica.

* Especialista nas áreas de gestão e estratégias comerciais, Roberto Vilela é diretor da Mega Empresarial. A empresa tem 18 anos de experiência e atua em todo o Brasil com clientes de médio e grande porte, com serviços de headhunting, consultoria comercial, treinamentos vivenciais e palestras. É também autor do livro Em Busca do Ritmo Perfeito, em que traça um paralelo entre as lições que vivenciou no mundo das corridas e o dia a dia nos negócios.

Crédito: Daniel Zimmermann

Sabryne Anne
www.melz.com.br

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top