Você está aqui
Início > NOTÍCIAS > GERAL > Crise hídrica na Cidade do Cabo reacende a discussão sobre o consumo consciente de água

Crise hídrica na Cidade do Cabo reacende a discussão sobre o consumo consciente de água

Especialista em hidráulica explica como é possível evitar o desperdício com algumas mudanças simples dentro de casa

Nos últimos meses, o mundo vem acompanhando a situação da Cidade do Cabo, na África do Sul, que pode ficar totalmente sem água, o chamado “Dia Zero”. No mês que comemoramos o Dia Mundial da Água (22/3), a crise hídrica do local reacendeu no mundo todo a discussão sobre o consumo consciente de um dos elementos essenciais para a sobrevivência humana.
Reduzir o desperdício de recursos naturais começa com pequenas mudanças no dia a dia, afinal, qualquer descuido pode representar litros de água. O assunto é recorrente e importante para o planeta e para o bolso de muita gente. Além de mudar certos hábitos, como deixar a torneira aberta enquanto escovamos os dentes, alguns mecanismos hidráulicos também podem dar uma forcinha na economia de água.
Que tal conferir se na sua casa está tudo em ordem? O especialista em hidráulica, Paulo Censi, da Censi Sistemas Hidrossanitários, explica como contribuir com o meio ambiente e com o seu próprio bolso.

– Vaso sanitário: Você já pensou em quanto um vaso sanitário pode desperdiçar água? Um mecanismo de saída para caixas acopladas, chamado Dual Flush economiza até 50% de água por descarga. Existe também um mecanismo que detecta e bloqueia vazamentos. O Antivazamento Censi percebe tanto pequenos quanto vazamentos maiores e bloqueia o enchimento da caixa até que o problema seja solucionado. É uma maneira simples de se fazer economia já que a instalação é fácil.
– Torneiras: além de não deixar a torneira aberta enquanto escova os dentes, existem mecanismos que dão mais uma força na economia de água. Restritores e redutores de vazão são indicados para controlar a quantidade de água e evitar o desperdício.

Oficina das Palavras:
Letícia Oberger

Deixe uma resposta

Top